Obsessão por fronteiras

R$ 37,00
. Comprar  
Vivemos com base em uma idéia falsa e perigosa: porque o mundo tornou-se mais fluido e a economia, globalizada, as fronteiras estariam condenadas a desaparecer.

Mas, há quinze anos, mais de 26 mil quilômetros de fronteiras políticas foram traçados apenas na Europa e na Ásia Central, e praticamente a mesma quantidade é objeto de acordos internacionais.

E mais grave ainda: os conflitos mais duradouros e renhidos dizem respeito à delimitação dos territórios: entre Israel e seus vizinhos; entre o Paquistão, a Índia e o Afeganistão. Por todos os lados, demarcamos o espaço, patrulhamos, instalamos câmaras, pórticos e cercas. As fronteiras, terrestres e marítimas, tornaram-se, ao mesmo tempo, um mercado florescente e uma pergunta lancinante: qual sua função no mundo atual?

Michel Foucher produziu análises concretas. E por isso seu livro apresenta a rara qualidade de associar visão global a realidades fronteiriças.

Sobre o autor
Geógrafo e diplomata, Michel Foucher é professor na Escola Normal Superior. É ainda membro do Conselho das Relações Estrangeiras e do Conselho Científico da Fundação Robert Schuman. Foi embaixador da França na Letônia, conselheiro de gabinete de Hubert Védrine e diretor do Centro de Análises e de Previsão do Ministério das Relações Estrangeiras.
• Prazo para postagem:
Veja também